Sábado, 7 de Junho de 2008

An Deiner Seite - Cap 36

Olá meus amores!! ^^

 

Desculpem não ter postado ontem... Mas prometo que o capítulo de hoje vai compensar! x) Desculpem também se não ando a comentar os vossos blogs, mas o trabalho está a começar a apertar outra vez... Só apartir de dia 18, com o final da época de exames, é que vou ficar completamente livre.

 

Enfim... Mas falando de coisas bonitas!

Muito obrigada por todos os comentários! Já há bastante tempo que um post não tinha tantos comentários! x) Vocês são sem dúvida os maiores! ^^

 

E agora, não têm de esperar mais...

ENJOY! x)

 

* * *

 

“RISE AND SHINE, BABYGIRL! RISE AND SHINE!!” Ouvi a Alie berrar enquanto entrava pelo meu quarto a dentro como um apóstolo do apocalipse. O meu corpo inteiro estremeceu quando a senti atirar-se para cima da minha cama:
 
“ARGH! ALANA LAURIE!!” Arfei debaixo dos cobertores enquanto ela me fazia um moche gigantesco.
 
“Levanta-te sua perguiçosa! Já é tardíssimo vamos chegar atrazadas!!” Continuava ela insistente em cima de mim. Num passo de grande elasticidade e muita trapalhice, rebolei o meu corpo e caí no chão, deixando-a ainda em cima da cama às gargalhadas.
 
“Pronto, a menina ganhou…” Suspirei coçando a cabeça ao encontrá-la já pronta para sair de casa. Vestia umas calças de ganga cinzas, um top de alças violeta, e uns All Star também violeta.
 
Nem quis acreditar quando vi que horas eram. “Alie!! São quatro da manhã!!” Gritei chocadíssima.
 
Ela por sua vez, pôs-se em pé em cima da minha cama, com uma careta resmungona e as mãos nas ancas, “Mas tu queres chegar ao Pavilhão Atlântico a que horas, Emily Wollf?”
 
“A horas decentes!” Resmunguei pondo-me de pé e ajeitando os calções do meu pijama.
 
A Alie soltou um grunhido de ultraje, saltando de cima da minha cama, para a carpete à minha frente, “A horas decentes vai lá estar toda a gente!! Se queres mesmo um lugar onde o Tom te possa ver, até já lá devias de estar!”
 
Eu sabia perfeitamente que ela tinha razão. Mas nestes últimos dias antes do concerto tinha ficado com medo da reacção do Tom quando me visse.
 
Não cheguei a ligar-lhe novamente. Aquele telefonema tinha corrido mal o suficiente para eu não o querer repetir. E como eu tinha partido o meu telemóvel, e o cartão SIM no seu interior, o Tom também ficou sem maneira de me contactar… portanto tínhamos voltado à estaca zero.
 
Resumindo, era hoje ou nunca. Metade de mim não estava disposta a perder esta oportunidade, e a outra metade estava aterrorizada com aquilo que podia acontecer.
 
Tomei um duche às pressas, sem prestar grande atenção ao que estava a fazer, [deitei amaciador para o cabelo na esponja, e só me apercebi que me tinha enganado porque aquilo não estava a fazer espuma.] e de seguida plantei-me em toalha na frente do roupeiro sem saber o que vestir.
 
“Então! Ainda estás assim?” Começou a refilar a Alie ao entrar no meu quarto novamente. “Já são quase quatro e meia da manhã!!”
 
“Sim, Alie… É tão tarde!” Imitei-a, rindo ironicamente. Ela quase me pregou uma belinha na testa. “Não sei o que vestir…” Queixei-me fazendo beicinho.
 
Ela avançou direita ao meu armário com um sorriso rasgado nos lábios: “Qual era a roupa com a qual o Tom te gostava de ver?”
 
Eu ri-me e confessei, “Qualquer uma que expusesse as minhas pernas e o meu decote.”
 
Para meu espanto, a Alie não se riu. Limitou-se a manter uma careta super séria e a refilar, “Tinha de haver uma peça de roupa específica que ele gostasse!”
 
Não foi preciso pensar muito, essa peça de roupa existia, sim, e eu não a vestia à três anos, “É uma mini-saia preta…” Disse eu avançando para o armário para o local onde ela estava guardada.
 
“É tão gira! Mas eu nunca te vi com ela vestida…” Constatou a Alie, com um olhar surpreendido.
 
Nos meus lábios brotou um sorriso amarelo, “A última vez que a vesti foi no dia em que subi ao telhado da minha escola para me atirar…”
 
Vi a Alie ficar ligeiramente mais pálida do que aquilo que era normalmente. Evitávamos falar desse assunto, não por mim, eu já o tinha ultrapassado… Mas a Alie não gostava muito dessas coisas.
 
“Se calhar não é uma boa ideia vestires essa saia, então…”
 
Eu abracei-a pelos ombros e respondi-lhe com um sorriso, “É precisamente esta que eu vou levar.”
 
Vesti essa mini-saia com umas leggs pretas e uma t-shirt meio para o decotada, vermelho escura. Depois ainda pus um cinto de correntes e umas sapatinhas vermelhas.
 
O cabelo, coitado, não teve quase atenção nenhuma. Dei-lhe duas penteadelas para a frente e outra para trás e estava pronto. Depois passei um lápis negro nos olhos e, tcharam!…
 
“Vamos?” Ouvi a Alie a gritar algures da porta de casa, enquanto eu ainda estava a arrumar o lápis no estojo da maquilhagem.
 
“Estou a ir!!” Gritei-lhe, olhando uma ultima vez para o relógio antes de sair de casa… Passavam poucos minutos das cinco da manhã.
 
Vocês ainda não sabem, mas a Alie tem carro. Um carocha branco, bem ferrugento e velhinho ao qual era carinhosamente chama de «Rusty». Outra coisa bastante importante: a Alie tirou a carta de condução no Reino Unido, por isso está habituada a conduzir «ao contrário». Em dias normais não há grande problema, mas quando ela está particularmente nervosa [como hoje] a coisa pode tornar-se caótica.  
 
Já estávamos na estrada à quase dez minutos quando se deu a primeira distracção: a Alie estava felicíssima a explicar-me uma curiosidade qualquer dos Tokio Hotel, quando, sem que eu pudesse preveni-la, ela mudou para o sentido contrário da estrada. Não demorou muito até termos um carro a vir direito a nós.
 
Fizemos uma travagem e uma viragem bruscas, mas tínhamos sorte, porque afinal eram cinco da manhã de um domingo, não estava quase ninguém na estrada.
 
Com essa travagem, senti algo a vir direito aos meus pés. Inclino-me e pegou nesse algo, espantada por me deparar com o que parecia ser uma carolina enrolada.
 
“Alie -?” Perguntei-lhe com aquilo na mão, tentando espreitar para o seu interior. Quando ela viu no que é que eu estava a pegar, assustou-se de tal maneira que íamos passando para o sentido contrário novamente.
 
“Dá cá isso!” Quase gritou ela, arrancando-me aquilo das mãos e pondo debaixo do seu próprio acento.
 
Eu comecei-me a rir, “Tu fizeste um cartaz para o concerto!?” Isto era tão cómico… A Alie, uma menina britânica à beira dos seus vinte anos, a escrever cartazes para um concerto.
 
Vi-a ficar muito vermelha, enquanto ela me respondia completamente indignada, com o dedo indicador a esvoaçar à frente da minha cara, “Não vejo qual é o problema! Só quero é que eles nos vejam!”
 
Eu ri-me ainda mais e comecei a lançar olhares sonhadores na brincadeira, “Será que escreveste «Gustav do me now!»? Ou «Gustav I want to play with your stick!»”?
 
A Alie desta vez parecia um tomate, e começou a bater-me no ombro, “Sua tarada! Não é nada disso!” Quando se está a fazer isto e a conduzir ao mesmo tempo a coisa não dá bom resultado:
 
“Olha a estrada, sua tonta!” Ri-me eu bastante alto agarrada à barriga.
 
Estávamos já a estacionar o carro nas imediações do Pavilhão Atlântico quando eu lhe perguntei: “Alie, agora a sério… O que escreveste no cartaz?”
 
Ela olhou com um sorriso brilhante para mim e anunciou, “Para tua informação, não é um cartaz, são dois. Um é para mim e o outro é para ti. E só vês o que lá está escrito quando estivermos dentro do pavilhão.”
 
E com isto, pegou nos cartazes e saiu do carro, deixando-me a mim imóvel e a morrer de curiosidade.

 

* * *

 

Continua...

Ehehe, o concerto está pertissimo de acontecer x)

 

Continuem a Comentar, preciso das vossas opiniões! ^^

Loads of Kisses to All of You!!

 

sinto-me: Estranha... Muito estranha :\
música: Bzzzzz no meu ouvido --'
publicado por Dreamer às 18:15
link do post | comentar | favorito
20 comentários:
De mia a 7 de Junho de 2008 às 18:51
"deitei amaciador para o cabelo na esponja, e só me apercebi que me tinha enganado porque aquilo não estava a fazer espuma." xD


a mim já me aconteceu foi por o gel de banho na mão e começar a pensar "isto é demasiado branco para ser o meu shampoo!" e só depois me apercebi que era gel de duche xD




tá próximo o grande capítulo! tou à espera de reacção do Tom x)
De Cristinaa a 7 de Junho de 2008 às 18:57
Òh MGôd ! *-*

Postaa Hoje, Siinhe ?
Pliise. x)
De taraxinhabill a 7 de Junho de 2008 às 18:59
linda!!hehehe

kuss*

















posta rapido!!--@





De αииιє a 7 de Junho de 2008 às 18:59
ai. . . .tou curiosa pah !
espero o tempo qe for preciso pa ver o pro'ximo capitulo xD

amo esta fic !!
De Mii. a 7 de Junho de 2008 às 19:02
Ela vai ao concerto *.*

Eu qero saber maiis : 'D
De Morceguinha a 7 de Junho de 2008 às 19:23
Ai pá agora "deixaste-m em pulgas" para saber o que vai acontecer a seguir, assim não dá, ainda me dá o colapso, mas enfim vida de estudante obriga a que certas coisas sejam deixadas para trás, pelo menos temporariamente...
Fico à espera do proximo capitulo...
Küssinhos
De Su a 7 de Junho de 2008 às 19:37
Eu quero mais!!

Gosto tanto desta fic.

Beijinhos
De spark a 7 de Junho de 2008 às 20:02
Gosto tanto desta fic *,*


Faz favore de postar mais compreendeu?!



{ kiss ^^ }
De Funny Girl x a 7 de Junho de 2008 às 21:03
ai ai,

O que é que ela escreveu nos cartazes??

Também quero saber !!

Posta mais sim??

bjitos~~
De Sássára a 7 de Junho de 2008 às 21:38
Uii, será que vai sair boa coisa daí?
Qualquer coisa para chamar a atenção do Tom :b

Beijinho @

Comentar post

Dreamer @ 02-04-2008
Photobucket
online
Contador

.mais sobre mim

.links

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.TH Fics Publicadas

.Was it a Dream?
.An Deiner Seite
.Forever Sacred
.Don't Stop!
.All we can do is Try.
.Living a Lie
.Crashing Cars
.Oneirophobia

.mais comentados

.Follow me :D

. Don't Stop! - Chap 2

. Don't Stop! - Chap 1

. Wake up sleepy head !

. "Forever Sacred" - Chap 2...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Resumo...

PhotobucketPhotobucket