Sexta-feira, 13 de Junho de 2008

An Deiner Seite - Cap 43

Olá amorzinhos!! xD

 

Hoje vim postar mais cedo, porque apesar de ter tido poucos comentários, os que houveram foram excelentes e de muita gente diferente! Deixa-me extremamente feliz que tantas pessoas leiam esta fic, e que hajam cada vez mais novos leitores! ^^

 

Como já disse, amei os vossos comentários, e se tivesse de eleger um, elegia obviamente o da Bitter-Sweeter x) Vou vos explicar porquê: Ela no comentário que fez escreveu dois paragrafozinhos onde tentou adivinhar como serão os próximos capítulos, mas fê-lo de forma tão gira que até vos vou mostrar:

 

A Emi e a Alie "chegam ao Hotel batem à porta do quarto do Tom, que por sua vez é uma suite nupcial [coitadinho, ele bem queria um quarto normal, mas confundiram-no com (....) que se casou a pouco e levaram-no para lá], voltando atras. Chega lá, troc tro troc. Ele abre a porta só de boxers a Emi nao se contem e salta-lhe a espinha e Tom corresponde. Sim, apesar da sua faceta de gangster wannabe que curte apenas rap, o seu lado romântico e sensível continua dentro de si. Beijos, beijos (...) e mais beijos...  Depois fazem aquelas cenas muito giras, que resultam sempre nos afilhados da Bitter-Sweeter. A Emi e o rastafari vao me dar afilhados. [orgia de palmas].

Calma a historia ainda nao ficou por aqui. A Alie também quer companhia e vai bater ao quarto do Gustav. Este abre a portinha e fica a olhar para ela, que por sua vez atira-se ao pescoço dele e pimba! Mais sobrinhos para mim. Enfim, dao uso as baquetas xD"

 

Digam lá que não está fenomenal? xD O que eu me ri a ler isto! Como é obvio não vou dizer se ela tem razão ou não, leiam a fic que descobrem xD Aliás, até o vão descobrir já no capítulo quarenta e seis ^^

 

Mas agora, sem mais demoras,

e porque eu tenho mesmo muito medo do coelhinho da Lila...  

ENJOY!! x'D

 

* * *

 

[ Emily ]

 

Eu não tinha noção de que o «Rusty» ultrapassava a alucinante velocidade de setenta quilómetros por hora… De facto, este Carocha do ano de 1972, ainda tinha muitas surpresas a revelar. O ponteiro marcava quase oitenta quilómetros por hora quando nós chegámos à zona das Laranjeiras.
 
“De certeza que o «Rusty» não se vai desfazer, Alie?” Perguntei eu a medo, verificando o meu cinto de segurança.
 
“Emi, este carro vai fazer quarenta anos. Queres coisa mais rija que esta? É absoluta e completa-mente seguro!” Riu-se ela, soltando uma gargalhada ruidosa e premindo cada vez mais o acelerador.
 
“Ainda falta muito?” Perguntei fechando um dos meus olhos à medida que a fazíamos uma ultrapassagem a um BMW, e rezando a todos os santinhos que conhecia para não acontecer nenhuma desgraça.
 
“Erm…” Pensou a Alie enquanto olhava à nossa volta. “Ah! Estás a ver aquela torre ali? O antigo Hotel Alpha?”
 
Espreitei também e encontrei-o facilmente, não só se destacava do skyline da cidade, como também estávamos quase a chegar. “É aquele ali?” Perguntei apontando na sua direcção, só para confirmar. Queria ter a certeza que esta viagem ia acabar depressa.
 
“Esse mesmo princesa!” Respondeu ela vitoriosa, desta vez ultrapassando uma Ford Transit. “Mais dois segundos e chegamos!”
 
No momento a seguir, e sem que eu o pudesse prever, a Alie já tinha feito pisca para a direita, e já tinha virado para estacionar. Mas fê-lo de maneira tão rápida que o carro atrás de nós quase se enfaixou na traseira do «Rusty». O condutor enervado com a condução da Alie começou a gritar palavrões e a buzinar para nós. Ao que a Alie se limitou a responder com um berro, depois de baixar o vidro e meter a cabeça de fora:
 
“UP YOURS, YOU BASTARD!” Depois olhou para mim com um sorriso gigante, “É assim que resolvemos as coisas na Inglaterra.”
 
Eu não me contive e soltei uma gargalhada… Mas o nervosismo estava a começar a possuir-me novamente. Estávamos estacionadas a uns vinte metros da entrada principal do Corinthia Alpha Hotel, e mesmo assim conseguíamos contar pelo menos vinte e cinco fãs dos Tokio Hotel e ouvíamos na perfeição os seus cânticos.
 
“O que é que tinhas em mente, Alie?” Perguntei-lhe olhando para o grupo de fãs que esperavam a banda.
 
Ela sorriu para mim, dando-me as suas mãos, “Eu planeei aquilo do cartaz na esperança de acontecer um milagre e eles te arrancarem da plateia… Mas também sabia que essa ideia podia não correr bem. Por isso arranjei um plano B!”
 
E sem mais, saiu do carro, deixando-me a olhar com cara de parva para o sítio onde ela tinha estado. “Mas isto é o quê? James Bond no Casino Royal?” Perguntei a mim num murmúrio nervoso, saindo do carro atrás dela.
 
Qual não é o meu espanto quando encontro a Alie a remexer, muito empenhada, no interior porta bagagens do «Rusty» e a retirar lá de dentro uma mala de viagem.
 
“Mas que raio, Alie?!” Cuspi sem perceber nada do que se estava a passar.
 
Ela lançou-me um sorriso cúmplice, e apontou para os fãs à porta do hotel, “Estás a ver aqueles ali? A confusão quando chegar o Tour Bus vai ser tão grande, que os Tokio Hotel nem lhes vão conseguir ver a cara como deve ser quando entrarem… Por isso, não é no meio dos fãs que queremos estar.”
 
Dito isto, pôs a mala de viagem às costas, fechou o porta bagagens do «Rusty» e arrastou-me por uma mão no sentido oposto ao hotel.
 
“Até aí eu percebi, Alie…” Gaguejei tentado perceber porque é que nos estávamos a dirigir a uma tasca. “Mas o que é que a mala de viagem e a «Tasca do Ti Mané» têm haver com o assunto?”
 
Ela soltou mais uma gargalhada, “A paciência é uma virtude, minha querida!”
 
“Eu ainda estou para ver o que é que vai sair daqui…” Resmunguei impaciente enquanto o meu coração acelerava a uma velocidade estonteante. Eles já deviam vir a caminho do hotel… Será que teríamos tempo de fazer o que quer que fosse que a Alie queria fazer?
 
“Boa noite!” Gritou ela, cumprimentando um senhor barrigudo, por detrás do balcão que eu deduzi ser o tal Ti Mané. “Importa-se que usemos a sua casa de banho?”
 
Para isto é preciso ter lata! Pensei ultrajada queimando a Alie com o olhar. Onde é que já se viu entrar num café e pedir para ir a casa de banho sem consumir nada? O tal homem também não deve ter achado muita piada, porque começou a coçar o bigode e a olhar desconfiado para nós.
 
Pelo canto do olho vi a Alie fazer um grunhido fofinho e dar pequenos pulinhos, como se estivesse aflita para ir à casa de banho.
 
O homem suspirou chateado e consentiu com uma voz de bagaço, “Vão lá meninas, mas não quero bagunça.” E depois passou-nos a chave apontando na direcção da casa de banho.
 
“Obrigada!” Gritámos as duas em uníssono, enquanto nos apressávamos na direcção que o Ti Mané tinha indicado.
 
Felizmente a casa de banho era grande o suficiente para cabermos lá as duas dentro. Assim que trancámos a porta agarrei os ombros da Alie e implorei explicações. “Vais me contar agora o que queres fazer, Alana Laurie!”
 
Ela parecia ainda mais impaciente e nervosa que eu, mas consentiu e começou a explicação, “Ora bem… Para conseguirmos chegar até eles e falar com eles, como tu queres fazer, temos de entrar dentro do hotel e apanhá-los sozinhos.”
 
Eu olhei para ela incrédula, “Mas como é que nós entramos num hotel de cinco estrelas neste estado?” Estávamos vestidas para ir a um concerto dos Tokio Hotel, não a um hotel de luxo. Além disso tínhamos passado um dia inteiro à espera sentadas no chão ao calor… Não cheirávamos muito bem, nem estávamos propriamente limpas.
 
Ela olhou para mim com um sorriso e levantou a mala de viagem, “PLIM! Aqui dentro tens tudo o que precisas!” Depois começou a tirar coisas de dentro da mala, e eu fiquei pasmada a olhar…
 
Ela tinha trazido os vestidos de cerimónia que tínhamos usado na gala do ano passado do Conservatório! O meu era preto, tinha um decote um pouco acentuado e terminava irregularmente recortado na pela zona do joelho, e era de um tecido bastante leve que esvoaçava com facilidade. O dela era um vestido cai-cai, de azul muito claro que mais parecia cinzento que lhe dava também pelo joelho.
 
Depois retirou os dois respectivos pares de sandálias e uma bolsinha com colares, brincos e anéis para usarmos. Mas não ficou por aí… também retirou dois conjuntos de toalhas de banho e uma bolsa de higiene que até incluía um secador de cabelo!
 
Eu gaguejei incrédula, “Alana Laurie… Tu és demente…”
 
Ela sorriu vitoriosa e fez uma dança alegre, “Diz lá que eu não penso em tudo!”
 
Soltei uma gargalhada nervosa e olhei á minha volta. A casa de banho estava equipada apenas com uma sanita, um lavatório e um bidé que não parecia sequer funcionar. “Pensaste em tudo sim… Mas não contaste com uma casa de banho destas.”
 
Ela cruzou os braços, parecia que só agora é que tinha reparado na casa de banho em que estávamos… “Pois é, Emi… A partir de agora acho que vamos ter de começar a improvisar.”

 

* * *

 

Continua...

Espero que estejam a gostar da saga destas duas meninas para entrarem no hotel, mas asseguro-vos que o melhor ainda está para vir xD

 

Comentem muuuito, sim? ^^

Loads of Kisses to you!

sinto-me: Com mesmo muito calor --'
música: Carros a passar na rua...
publicado por Dreamer às 16:11
link do post | comentar | favorito
23 comentários:
De Mii. a 13 de Junho de 2008 às 16:53
Quando for grande qero ser como a Alie, ou ter uma Alie para mim *.*
Despachada, pensa em tudo e faz tudo pela Amiga +.+

Qero saber o qe vem a seguir ,
Embora ache qe ainda me vou emocinar muito até ao "Final Feliz", tenho um presentimento qe ainda mais algem vai chorar *.* e muito ..
Espero estar errada x D

Beijinho
De Mii. a 13 de Junho de 2008 às 16:54
1ª A COMENTAR x' D

[siim, passei-me : D]
De Su a 13 de Junho de 2008 às 17:10
Só vamos saber aquilo no capitulo 46??

Isso é MUITO!!

Amei o capitulo.

Tá LINDO!
De S.Mille a 13 de Junho de 2008 às 18:00
o.O ela pensou mesmo em tudo... (tirando a casa de banho^^)

e agora...? Vestidas de gala... o que vao fazer???

acho melhor postares^^ e quer esto a espera!!!!

Va la!!!
PLZ!


adorei a parte da Carocha.. da "corrida".. XD


va la posta !!

b'jitos
De akelakamaosth a 13 de Junho de 2008 às 18:16
amei posta mais pleasee
De Sofia Oliveira a 13 de Junho de 2008 às 18:29
gostei sim..

deu vontade de rir e tudo..
como é que um Carocha é possível passar por um BMW.. Meu deus.. é mesmo potente o Carocha.

lol.

bjus e posta mais..
De scorpion flower ♥ a 13 de Junho de 2008 às 18:52
lindo e perfeito cmo sempre amei!!!!!!!!!!!11
De Funny Girl x a 13 de Junho de 2008 às 18:57
Ai que grande maluca a Alie.

Elas vão conseguir entrar no hotel??

Os Tokio Hotel vão vê-las??

Posta mais sim??

bjitos~~
De Rakel a 13 de Junho de 2008 às 19:08
Por favor posta MAIS, MAIS, MAIS estou tutalmente viciada na tua fic esta demais
De mia a 13 de Junho de 2008 às 19:31
OH MEU DEUS! aquilo qe eu me ri xD na tens mesmo noção!


anyway... QERO MAIS :)
De xX-Akyra-Xx a 13 de Junho de 2008 às 19:39
desculpa ter me perdido durante 5 caps (acho q foram 5) mas ja os li!!

e sabes eu amo a tua fic +.+

e das minhas preferidas +.+

e ta linda!!

a alie parte me toda xD

tasta do ti mané XD

poe mais +.+

elas agora vaum do genero "dámás dó jét sét" e apoderar se dos quartos (e camas) do tommy e do gusti muahaha

qero a alie como minha socia, pensa em tudo! xD


p.s. sabez uma das razoes que adoro a tua fic?? é que esta musica (an deiner seite) faz me chorar baba e ranho x'D ou seja, ao ler isto tive de parar o leitor algumas vezes para ver se nao morria afugada xD


mais *.*

Comentar post

Dreamer @ 02-04-2008

.mais sobre mim

.links

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.mais comentados

.Follow me :D

. Don't Stop! - Chap 2

. Don't Stop! - Chap 1

. Wake up sleepy head !

. "Forever Sacred" - Chap 2...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Resumo...