Domingo, 25 de Janeiro de 2009

"Forever Sacred" - Chap 11

Olá meus amores! :D

 

Achei por bem vir aqui hoje postar mais um capitulo, dedicado a todos os que comentaram no capitulo anterior... Mas principalmente para os que não custumavam comentar, e que agora comentam! x) Acreditem que todos os comentários que me fizeram me inspiraram muito e deram motivação ^^. e eu já estou neste momento a escrever o capitulo treze, que é assim... diferente! x)

 

Muito obrigada a todos!

Portanto, este post é para vocês! x)

ENJOY!

 

* * *

Chapter Eleven
 
 
Dormir naquela noite revelou-se um enorme exercício de abstracção. A agitação no quarto do Tom foi mais do que muita, eu não fazia ideia que um homem e duas mulheres pudessem fazer tal algazarra numa cama só… Nenhum deles deve ter pensado na barulheira que estavam a fazer, e eu aposto como todo o andar os ouviu aos gemidos, gritos e gargalhadas. E eu, coitado de mim, estava mais uma vez encerrado no meu quarto escuro, a tentar fingir que não estava a acontecer absolutamente nada no quarto do meu irmão…
 
Eu estava de olhos fechados à horas, a tentar imaginar-me noutro sitio, noutras circunstancias… Estava a tentar abstrair-me daquela situação constrangedora para adormecer finalmente! Se eu ao menos pudesse fechar os ouvidos da mesma forma que eu estava a fechar os olhos…
 
O Tom nunca me tinha faltado ao respeito assim, pelo menos não tantas vezes seguidas! Ele tinha de estar com algum problema grave para perder o controlo desta maneira. E eu só pedia aos céus para que esse problema não se chamasse Lilïa.
 
É claro que não conseguia parar de pensar que aquela rapariga maravilhosa tinha uma surpresa para mim na noite seguinte… Mas a preocupação sobrepunha-se fortemente ao entusiasmo, e quando em pensava na Lilïa, não conseguia evitar pensar no Tom também… O mesmo Tom que estava neste momento a fazer gemer uma Francesa e uma Americana ao mesmo tempo. OH, a minha cabeça tinha-se transformado num nó GIGANTE!
 
Eventualmente acabei por adormecer, mas não foi um sono leve, e muito menos agradável. Lilïa entrava nele, por isso deveria ser um sonho tranquilo e feliz, mas o meu irmão também estava lá, o que transformou tudo num pesadelo.
 
Acordei com suores frios depois do que me pareceu ter sido apenas cinco minutos. Ao verificar o relógio na mesa-de-cabeceira verifiquei que afinal faltavam já poucos minutos para a uma da tarde.
 
Inspirei fundo e rolei na cama, ficando de barriga para cima, preparando-me para um novo dia. Não ia fingir que continuava a dormir tranquilamente na minha cama e que não tinha ouvido barulho algum na noite anterior. Aliás, não ia continuar a fingir absolutamente nada! Não ia passar de hoje. Vou obrigar o Tom a ser sincero comigo!
 
Levantei-me de uma vez só, afastando a preguiça sem remorsos. Agarrei e vesti a primeira camisola que encontrei no meu quarto ainda imerso em escuridão, e amarrei o meu cabelo negro atrás da minha nuca com um elástico que tinha no pulso.
 
Caminhei depois determinado na direcção do quarto do Tom, sem sequer parar para pensar… Coisa que devia ter feito antes de abrir a porta sem pedir licença.
 
“Estás acordado, Tom?” Perguntei antes do meu olhar, pouco adaptado à luminosidade, encontrar três corpos nus adormecidos e entrelaçados por cima dois lenços brancos.
 
Desviei os olhos no mesmo momento, que merda!E agora, o que é que eu fazia? Eu não conseguia adiar mais a minha conversa com o Tom… mas esta não era a melhor altura, definitivamente!
 
Combati ainda um pouco contra o meu desespero, “Tom?” Chamei o mais baixo que consegui, voltando a olhar para o vergonhoso cenário à minha frente. A única resposta que obtive foi um resmungar murmurado.
 
O meu irmão ainda mudou de posição, saindo dos braços de Caroline, para se enterrar no peito de Stacey… Eu não podia ficar ali nem mais um minuto! Caminhei então a passadas largas para longe daquele quarto, e decidi experimentar a varanda da sala pela primeira vez.
 
Dali a vista era fenomenal. Eu conseguia observar o areal da praia de Maili em quase toda a sua extensão… conseguia apontar rigorosamente os sítios onde eu e Lilïa nos havíamos encontrado… conseguia até ver ao longe a pequena sombra negra no final do areal, que eu tinha aprendido ser a casa dela.
 
Aquela visão de esplendor e a brisa fresca da maresia ajudaram-me a racionalizar os meus pensamentos alterados.
 
“Falo com o Tom quando elas forem embora,” Decidi eu falando sozinho, enquanto traçava o plano na minha mente. “Não posso ir ter com a Lilïa logo à noite sem falar com o Tom primeiro… mas falo com ele quando as pindéricas saírem, e SE elas saírem… Se não saírem, expulso-as!”
 
Agendar essa conversa na minha mente, e arranjar maneiras alternativas para essa conversa acontecer, ajudou a acalmar as minhas preocupações… e, em contrapartida, a libertar por fim a minha ansiedade em relação ao meu encontro com Lilïa.
 
Eu ia estar com ela naquela noite… Receber uma surpresa dela! O meu coração acelerou como se eu fosse um daqueles tolos apaixonados, e eu tinha mesmo um sorriso na cara a condizer com essa disposição. O que eu sentia pela Lilïa era forte… talvez até demasiado forte…
 
O meu coração acelerou mais um pouco quando foi atingido pela ansiedade. O relógio marcava agora uma da tarde, Lilïa havia combinado o encontro comigo às nove da noite… O que raios iria fazer eu para preencher dez horas de espera angustiante?
 
“O que é que se faz à uma da tarde?...” Perguntei-me, ainda na varanda, sentindo-me um perfeito idiota. A verdade é que nos últimos tempos, durante ambas as Tours, passava a maior parte dos dias a dormir… sabia lá eu o que era suposto uma pessoa fazer à uma da tarde! “Comer parece uma boa opção… O meu estômago já está a reclamar. O jantar de ontem ficou muito aquém das expectativas…”
 
E depois do almoço? Eu almoço rápido, vou continuar com imenso tempo livre! Preciso de ocupar o meu tempo, senão enlouqueço… “Talvez uma ida à praia resolva o problema.”
 
Senti-me satisfeito com o facto de ter o plano do dia delineado… e concretizá-lo foi ainda melhor. Em menos de nada eu estava vestido com os meus calções de banho negros e tinha vestido uma t-shirt branca, escolhidos a dedo para não dar nas vistas. Ainda coloquei um boné branco do Tom, os meus óculos escuros, e mantive o meu cabelo amarrado com o elástico… tudo isto para não correr riscos absolutamente nenhuns de ser reconhecido.
 
Não me dei ao trabalho de verificar se o Tom continuava a dormir ou não. Certamente, se já tivesse acordado, eu teria dado por isso. Ou ele já teria vindo ter comigo, ou a sucessão de ruídos incómodos da noite anterior teria recomeçado.
 
Saí do quarto somente com uma toalha debaixo do braço, e o meu telemóvel e carteira nos meus bolsos.
 
Como eu havia previsto, o almoço não poderia ter sido mais rápido, um cachorro quente e uma fatia de pizza no bar da piscina do hotel… Apesar do meu estômago estar a pedir para ser alimentado decentemente, o meu estado de ansiedade não o permitia.
 
Momentos depois de ter terminado a minha deficiente refeição, já estava deitado debaixo do sol abrasador, no areal de Maili, esperando adormecer como no dia anterior. Dormir sem dúvida que ajudava o tempo a passar, o problema era conseguir que o sono viesse.
 
Eu rebolava-me na minha toalha. Primeiro punha-me de barriga para cima, depois de barriga para baixo… tentei ainda virar-me para ambos os lados, ou enroscar-me sobre mim mesmo, mas o sono não veio… mais uma consequência da malfadada ansiedade.
 
Acabei por intervalar tentativas de adormecer, com mergulhos prolongados. Passava meia hora deitado na toalha, e depois outra meia hora dentro de água, e assim queimei o meu tempo até o relógio do meu telemóvel marcar as cinco da tarde.
 
Aí desisti de fingir que era apenas mais um turista satisfeito por estar a aproveitar um animado dia de praia, enrolei a minha toalha e regressei ao hotel… esperando sinceramente que a dupla companhia de Tom já tivesse saído do nosso quarto.
 
* * *
Continua...
Eu sei que este capitulo não é nada de especial --' Prometo que o proximo será melhor... Mesmo assim, gostava  de saber o que acharam, por isso COMENTEM AMORES :D
 
Loads of Kisses to All of You! 

ps. mia! Em relação ao que me disseste no comentário ao capitulo anterior.... Bem, eu já tinha pensado nessa possibiliade, apesar de não ter sido essa a minha ideia inicial. Ainda estou um pouco indecisa sobre o que fazer. Como nunca escrevi sobre esse tema o mais provavel era ficar uma bela porcaria --' mas ainda vou estudar isso xD

 

sinto-me: Capitulo Treze!Capitulo Treze!
música: Super Mário na Nintendo DS, outra vez --'
publicado por Dreamer às 19:09
link do post | comentar | favorito
13 comentários:
De Maria a 25 de Janeiro de 2009 às 19:53
Olá querida!
Antes de mais quero agradecer pelo enorme testamento que me fizeste no blog...gostei muito! ^^
E agora falando desta maravilhosa Fan Fiction...está cada vez mais perfeita e maravilhosa...a sério que sim!
Tens uma maneira mesmo única de escrever...descreves tudo ao pormenor...mesmo perfeito! ^^
O Tommy é tão parvinho e taradinho! Conseguiu aguentar muito bem com duas ""gajas"", mas em consequência disto o Bill não dormiu quase nada por causa dos barulhos que provinham do quarto do Tommy e ainda por cima ele tamem entrava nos sonhos de Bill, o que piorava a noite de Bill! Ai este menino Tom..aiaiaiaiai!
Espero ansiosamente que postes o próximo capítulo!
Kiss muito grande, querida!
^^
De Maria a 25 de Janeiro de 2009 às 19:54
Primeira! ^^
I'M HAPPY! IUPYYYY!
XD
Kiss
De Eloise a 25 de Janeiro de 2009 às 19:59
Apesar de dizeres que não está nada de especial, eu gostei imenso na mesma! Realmente a cena do Tom com as duas raparigas lá era bastante embaraçosa. E o sono não pega, pobre Bill. Quero ver a surpresa da musa do Bill xD
beijinhoooos!
De Peter Inviction a 25 de Janeiro de 2009 às 20:10
Tou a gostar tanto da tua fic!!

QUero mais tás a ouvir!!

MAIS!!

Porque eu farto-me de postar Never Ending Story!!

x'D


E ainda mal falei do professor Snape!

x'D


Kisses*
De spark a 25 de Janeiro de 2009 às 20:21
Perfect!
*-*
Agora estou a partilhar a ansiedade do Bill pela surpresa da Lilïa 8D
Amanha ha mais certo? olha que eu vou fazer um esforço enorme para vir cá ler xD
De mia a 25 de Janeiro de 2009 às 20:26
eu vou te ser muito sincera... quando eu comecei a ler esta fic tambem nao pensava em twincest, mas há medida que vai avançando e o Tom/Bill fica incomodado por um deles ter alguém... só me lembra twincest!

nao sei, se calhar ando a ler demasiado slash mas eu acho que se quiseres podes seguir por esse caminho... era uma forma de surpreenderes o pessoal :)
De Ana Kaulitz a 25 de Janeiro de 2009 às 22:17
já é a quarta vez que tento fazer este comment

bem, enfim...

coitado do Bill. o Tom não te deixa durmir? dá-lhe tau-tau xDD LOL
eu quero saber como vai correr a conversa deles os dois e a saida do Bill com a Lilïa

kisses
De Sii '' a 25 de Janeiro de 2009 às 22:22
Todos os capitulos desta magnifica história são especiais....ah que ver isso...

Bem o Bill tem que falar mesmo com o Tom...é o melhor para eles...resolverem tudo...o que raio sepassa com Tom?!

Jinhu''
Si
De Melancia a 26 de Janeiro de 2009 às 00:12
lol...bem antes de mais deixa me te dizer q n concordo com esta afirmacao tua "Eu sei que este capitulo não é nada de especial"...n digas disparates, pq o capitulo ta perfeito!!!!...adoro a forma com escreves, o teu vocabulario GOD!é perfeito...gosto mesmo das tuas descricoes em relacao as personagens...consegues criar um caracter q os torna a eles e á historia mais dado à realidade...n sei se me expliquei bem:S...mas pronto n interesssa, se n percebeste o q é completamente compreensível, visto q sou uma naba, posso tb esclarecer o meu comentario com apenas uma palavra, q penso n ser tao complicado ou pouco esclarecedor...a tua fic é:LINDA!
bj e cotinua
De MiladY a 26 de Janeiro de 2009 às 14:27
olaaaaa!!!

antes d mais, fikei bue content qdo vi q tinhas voltado a postar!! dsd novembro q tenho vindo aki todos os dias, saber s ja tinhas postado mais... ficava triste por n teres ca nada, mas n perdi a xperança nem apaguei o blog dos favoritos!! e pelos vistos, fiz bem, pois agr ja posso saber cm continua a fic :D :D

adorei as outras fics q xcreveste, tens imenso jeito! e, em certa parte, inspirast-m e acabei por criar um blog e ja postei uma fic! comecei ha pco tempo a postar uma segunda, s puderx e kiserx, dá la um salto, ficaria mt content!!

qto ao capitulo da fic, n concordo c o q disseste, q n ta nd d xpecial!! todos os teus capitulos sao gds, bonitos e interessantes!! :D :D

tou curiosa p saber cm vai correr a noit do bill! e a conversa dele c o tom :P lool!

n fikx mt tempo sem postar ;) loool!

bjokas :) ********

Comentar post

Dreamer @ 02-04-2008
Photobucket
online
Contador

.mais sobre mim

.links

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.TH Fics Publicadas

.Was it a Dream?
.An Deiner Seite
.Forever Sacred
.Don't Stop!
.All we can do is Try.
.Living a Lie
.Crashing Cars
.Oneirophobia

.mais comentados

.Follow me :D

. Don't Stop! - Chap 2

. Don't Stop! - Chap 1

. Wake up sleepy head !

. "Forever Sacred" - Chap 2...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Resumo...

PhotobucketPhotobucket