Domingo, 13 de Abril de 2008

Was it a Dream? - Cap 10

Aqui está mais um capitulo desta fic que está a chegar ao fim... Aproveitem bem que este é o penultimo! Ah! E também aviso que este capítulo devia ser para maiores de dezoito!! Portanto atenção xD

 

* * *

 

“Tenho medo que me queiras usar como fizeste a todas as raparigas até hoje, Tom. Desculpa-me se te magoo a dizer isto, mas… Mas eu gosto demasiado de ti para querer ser tua só por uma noite.” As palavras saíram da minha boca como se não fosse eu a comandá-las, mas era precisamente isso que eu sentia.

 

O Tom recuou parecia que tinha levado um murro no estômago, ou pior. Temi ter sido demasiado rude. “Tem graça,” disse ele num sorriso distorcido, “Eu também gosto demasiado de ti para querer que sejas minha só por uma noite…”

 

Houve ali um primeiro momento em que eu achei que ia desmaiar. Os meus joelhos fraquejaram de tal maneira que eu quase caí no chão. Depois as lágrimas inundaram-me dos olhos e só não caíram graças ao meu súbito controlo emocional. Eu sabia que o Tom estava a falar a verdade.

 

Já o tinha visto curtir com imensas raparigas e nunca tinha visto aquela sinceridade nos seus olhos. Ele era frio e falso com elas, enganava-as em cada olhar, mas agora era diferente… Havia um brilho especial, um brilho raro.

 

As mãos dele guiaram-me para os seus braços novamente e desta vez eu abracei-o também. Senti o calor do corpo do Tom quando pousei a minha cabeça no ombro dele. Nunca pensei que pudesse sentir aquele conforto e protecção só por estar abraçada a alguém.

 

“Sabes que mais, Sway?” O Tom perguntou-me num murmúrio com os lábios dele a tocarem a minha orelha, “Eu gosto demasiado de ti para querer que sejas minha só por esta vida…”

 

Não! Era impossível isto ser real! Trinquei o meu lábio inferior à espera de acordar, mas isso não aconteceu. Quando eu abri os olhos, o Tom estava a olhar-me fixamente e os lábios dele estavam a muito poucos centímetros dos meus.

 

Foi como se naquele momento o tempo parasse e o mundo todo à nossa volta desaparecesse. Só tínhamos ficado nós os dois.

 

Senti os lábios dele a beijarem os meus num toque suave e terno, enquanto me abracei ao pescoço dele. O beijo dele era como fogo intenso que me queimava, mas ao mesmo tempo era tão viciante que eu não quis largá-lo nunca.

 

As mãos dele começaram a percorrer o meu corpo e aquele desejo insaciável que já tínhamos sentido antes começou a reinar. No momento seguinte ele obrigou-me a recuar até que as minhas pernas bateram contra a cama.

 

Não foi preciso ele insistir para eu me deixar cair de costas em cima da colcha e puxá-lo comigo. Durante um primeiro momento ficámos quietos, ele em cima de mim, simplesmente a olharmo-nos.

 

Depois a mão dele começou a percorrer a minha face e ele ficou muito sério de repente. “Eu compreendo que tenhas medo de que o que eu sinto por ti não seja real.” Começou ele a falar muito baixo eu não resisti em acariciar-lhe o cabelo, “Mas, Sway, por favor acredita que eu nunca me senti assim antes, de verdade. Não sei o que me deu: não consigo parar de pensar em ti… Quero estar a teu lado a toda a hora, quero tocar-te, quero sentir-te… Quero beijar-te.”

 

Os olhos dele denunciavam tudo o que ele estava a dizer e eu deixei que ele me beijasse mais uma vez. Depressa ele interrompeu o beijo para continuar, “A sério, Sway, eu não sei o que é que tu me fizeste, estou completamente doido por ti… Pergunta ao Bill…”

 

“Não preciso de lhe perguntar,” Eu tinha um sorriso gigantesco rasgado nos meus lábios, “O Bill já me contou tudo.”

 

“Traidor de merda,” Riu-se o Tom enquanto a mão dele me acariciava o pescoço e depois descia para a cintura. As minhas mãos desceram do cabelo para o peito dele, era tão bom senti-lo perto de mim.

 

Então ele beijou-me novamente, mas desta vez não nos separámos. Em vez disso abraçámo-nos com todas as forças que tínhamos, como se temêssemos acordar de um sonho.

 

Quando já não aguentávamos mais, ele tirou-me a roupa e eu tirei-lhe a dele. Os nossos corpos abraçaram-se ternamente quando rastejámos para debaixo dos lençóis. Depois os lábios dele cobriram os meus e muito lentamente ele entrou dentro de mim. Fomos ganhando ritmo à medida que o desejo e o prazer aumentavam. Ele puxava-me cada vez mais para ele enquanto as minhas mãos se cravavam nas costas dele e as minhas unhas o arranhavam.

 

As nossas bocas não se separaram nunca: a minha língua ia brincando com o piercing do Tom enquanto as mãos dele percorriam o meu corpo. Não sei quanto tempo ficámos ali, mas aquele desejo insaciável não nos permitia parar um segundo que fosse.

 

Ambos começámos a soltar gemidos quando o prazer e o esforço atingiram o auge. Então fomos abrandando até ficarmos com o olhar preso um no outro. Eu não podia estar mais feliz, nem mais ofegante… e ele também não.

 

O Tom deitou-se de costas e abriu os braços para me receber e eu aceitei o abrigo dele. Os nossos corpos encaixaram na perfeição e quase que podia jurar que os nossos corações estavam a bater ao mesmo ritmo. “Tu quase que me matavas, Sway…”

 

Eu senti-me corar e não tive como responder. Em vez disso aninhei-me contra o corpo dele e fiz por tentar adormecer. Mas isso revelou-se impossível. Estava demasiado feliz para sequer pregar olho, e apesar de estar-mos em silêncio a trocar carícias com as nossas mãos, eu sabia que o Tom também não ia conseguir adormecer tão cedo.

 

* * *

 

Espero que tenham gostado e que não estejam demasiado chocadas... lol xD Amanha vem o ultimo capitulo! Kuss! :D

 

sinto-me: Nas núvens... xD
música: Beautifull Lie - 30 Seconds to Mars
publicado por Dreamer às 00:53
link do post | comentar | favorito
Dreamer @ 02-04-2008

.mais sobre mim

.links

.Junho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.mais comentados

.Follow me :D

. Don't Stop! - Chap 2

. Don't Stop! - Chap 1

. Wake up sleepy head !

. "Forever Sacred" - Chap 2...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Chap 1...

. "Forever Sacred" - Resumo...